O pernambucano Diomedes Chinaski está prestes a lançar seu mais novo projeto, o EP chamado Resssentimentos II, Diomedes vem explorando seu lado musical e desenvolve, embasado em vivências pessoais, linhas sensíveis e observações do cotidiano. Em cima dos beats clássicos e emocionantes produzidos pelo beatmaker paulista e um dos produtores musicais mais conceituais do país no gênero, que traduziu muito bem a alma do EP, usando muito bem influências do jazz e soul, coisa que só o DJ Caíque consegue fazer.

O subtítulo do EP é “A origem do sofrimento nas almas dos Compa$$as”.

Nele, Chinaski dá um mergulho em suas heranças e traumas de uma maneira que mais parece um desabafo de uma vida sofrida.

E Diomedes bateu um papo com a gente para falar um pouco sobre esse novo Projeto.

ODB -Não é a primeira vez que tu trampa com DJ Caíque, mas como foi a idéia de um EP colaborativo?

D.C -Foi quando ele estava produzindo o CE4. Mandou muitos beats, as coisas mais lindas do mundo, principalmente eu, que sentia falta de umas sonoridades mais clássicas, ai eu comecei a escrever em muitos beats que ele mandou e daí surgiu a ideia.

 

ODB- Atualmente vários rappers  trabalham com várias musicalidades em seus discos, você mesmo é tido como um dos mais versáteis, então por que um EP só com boom baps?

 

DC -Não é nem que sejam boom baps. As pessoas chamam disso, mas na verdade, os beats são mais musicais que boom baps. Muitos samplers orgânicos. Eu percebi que uma geração ficou órfã  dessa sonoridade e eu sabia que a diferença seria considerável. Memorável.

 

ODB -Esse disco é uma continuação do teu primeiro disco. E por que você decidiu dar continuidade a um disco de 2013 e qual é ponto principal que liga Ressentimentos a esse novo trabalho?

 

D.C-Eu estava precisando esquecer os padrões da música que hitam e escrever focado em mim mesmo, esquecer a fama saca? Nisso eu vi que meus fãs antigos falam muito sobre gostarem de mim no estilo do primeiro Ressentimentos, ou seja palavrões, minha vida pessoal e minha raiva, seria como se fosse meu Slim Shady, por isso fiz isso, eu devia esse presente pros meus fãs antigos e devia me apresentar da maneira que comecei pros meus fãs novos.

 

 

ODB- E o que mudou no Diomedes Chinaski do Ressentimentos para o Diomedes Chinaski de Ressentimentos 2?

 

D.C-Musicalmente mudou tudo. Agora eu entendo de timbres, de mixagem, de marketing, de moda…. Mas João Vittor não superou seus demônios. Mudaram as pessoas mas os demônios são os mesmos. Eu continuo sem saber lidar com meu pai, com minha mãe, com a separação sim, com a distância do meu filho, não. A esperança de vida é maior, a tristeza é mais profunda, mas a alma está mais anestesiada.

 

ODB -E esses temas serão abordados no disco correto? O que você pode adiantar pros seus fãs sobre esse projeto?

 

D.C-A música fala sobre herança emocional, como que as emoções de nossos antepassados influenciam nas nossas desgraças até hoje. Nós viemos de um período pós escravidão, falo do machismo, como meu meu avô e meu pai são problemáticos e isso refletiu e mim, A gente que é pobre tem a auto estima baixa, tem medo natural da polícia, tem dificuldade de assimilar o conteúdo escolar, tem dificuldade de tratar as mulheres com elas merecem. Falo disso tudo nas 3 primeiras músicas, falo do “galeroso” de PE, de como ele fica a margem da sociedade por que nem o português formal ele sabe falar, quanto mais uma redação, ele vai trabalhar com o que? Falo sobre isso e depois falo de como um sentimento por um alguém pode te fazer esquecer as dores por alguns momentos. Daí encerro com dois egotrips, por que eu amo isso e meus fãs mais ainda mas ainda assim falo da vida.

 

ODB-E só pra finalizar, o que você pode falar apara seus fãs sobre como lidar com seus ressentimentos?

 

D.C-Tentem superar. Não façam como eu, eu fujo, eu uso drogas, eu me refúgio em outras coisas. Não façam isso, profissionais podem ajudar talvez. Entendam seus problemas e se encarem. Esqueçam a mentira do RAP que somos muito fortes e que superamos tudo. Somos sensíveis. Fomos destruídos historicamente, precisamos resolver esses problemas. Só quando resolvermos nossos problemas históricos que seremos felizes individualmente.

Ressentimentos 2  :A origem do sofrimento nas almas dos Compa$$as será lançado dia 24/11, fique de olho na nossa página que em breve sairá uma análise de cada track desse EP que promete!

Leave a Reply

Your email address will not be published.