Se você estiver passando por algum lugar público e ver um aglomerado de jovens gritando palavras bonitas, bom… você acabou de encontrar um Slam. E saiba que será uma péssima ideia passar reto por ele…

 

Basicamente, slams ou poetry slams são encontros de poesia falada (spoken word) e performática, geralmente em forma de competição, onde um júri popular, escolhido espontaneamente entre o público, dá nota aos slammers (os poetas), levando em consideração principalmente dois critérios: a poesia e a desempenho. Com tempo limite de 3 minutos para cada participante.
Resumindo, o slam é o “esporte” da poesia falada.
É necessário que cada Slammer tenha no mínimo 3 poesias de autoria própria e claro, muito poder em sua voz;

Ocorrem em sua maioria em espaços públicos, de fácil acesso, tais como praças e pontos populares conhecidos nas cidades.

Imagem inline 1
Foto: Phantamasgorics; Slam RS – Porto Alegre RS

Em cada nova edição, os Slams tem sido mais acolhedores com seu público, por ser um local onde todos podem expressar suas ideias e sentimentos, de maneira simples e serena, diferente das batalhas de rima, como tradicionalmente acontece onde o vencedor, muitas vezes é aquele que mais consegue insultar seu oponente. Sabe se que o rap nacional é conhecido pelas batalhas, mas essa nova forma de expressão de certa forma tem dado mais chances ao publico do rap.

Rap é poesia, e por isso os Slams tem sido muito bem aceitos pelo pessoal deste gênero musical.

 

Não se tem certeza se os Slams tem relação direta com a cena nacional do rap, mas indiretamente cria uma vertente para que novos nomes locais tenham um espaço de expressão e conhecimento.

As minas tem sido as mais adeptas, com as edições do “Slams das Minas” por todo território nacional, tomando assim o seu espaço, e criando assim mais chances de serem ouvidas.

Mas o que diferencia e mais chama atenção deste novo movimento cultural, é a liberdade de fala e escuta. Se você quer falar sobre questões sociais, raciais, de machismo ou feminicídio e até mesmo sobre amor, você será muito bem vindo a ser escutado.

Imagem inline 2
Foto: Renata Armelin; Slam das Minas – SP

-“…Slam é criar um ambiente para expressar muitas coisas, de forma única em um espaço sagrado; temos um campeonato onde todos podem participar… mulheres, homens, que fazem qualquer estilo de música, quem usa qualquer tipo de expressão corporal. Slam é importante, é fundamental e NECESSÁRIO pra nossa geração, assim como foi e é para outras gerações que foram e que virão.” diz Maite Cidade, co-criadora do Slam Peleia, que acontece em POA – RS.

 

A platéia em questão é a cereja do bolo. Sempre em coral o “grito de guerra” do Slam é uma das formas de energia positiva para o slammer que irá recitar. Alem do silêncio, a platéia tem o trabalho fundamental de escuta. Entender ali as realidades que vive ou não, unir as pessoas com os mesmos ideais, e dar a fala ao povo.

 

-“…O sistema por si só veta a informação, torna dificil de se obtê-la ou até desinteressante ao olhar dos jovens. O proposito do Slam nada mais é do que esclarecer e resistir a esse tipo de opressão, de maneira que prenda a atenção da população, através de suas experiencias e preocupações pessoais, se tornando mais atrativo a uma geração que precisa, vamos dizer assim, de um “socorro fonético“, afinal o mundo precisa ser ouvido!” diz Bruno Piloni, apresentador do Slam RS.

 

Ir a um Slam, é simples e unicamente uma aula de vida. Poder escutar com a mente e coração abertos o que as pessoas que vivem ou não perto de você tem passado, e criar ali um senso critico de que não é só o que colocam na televisão. É viver a rua e entender que ela tem uma voz, a do povo.

Consequentemente, Slam é resistência.

Foto: de Rodrigo Motta; Slam da Guilhermina – SP.

É ai que a magia acontece, e ela a vem de nós mesmos dando oportunidade as minorias oprimidas de uma sociedade padrão e estereotipada. Trazer informação de um jeito com que as pessoas consigam ouvir e sentir de forma simples e sem pré julgamentos uns aos outros.

Mas nenhuma palavra dita aqui, de certa forma explica o que é ir a um Slam, por isso, essa é minha dica.

Vá, conheça novas pessoas e a sensação linda e mágica de libertação de um Slam.

Leave a Reply

Your email address will not be published.